Já tem muita gente fazendo isso…

O tema de hoje é sobre sentir que já tem muita gente fazendo aquilo que você pensou em fazer. Ou mesmo, sentir que está todo mundo falando a mesma coisa e de repente esse pensamento te paralisa. Você já passou por algo assim?

Preciso começar essa fala, comentando que muitas das pessoas que falam sobre criatividade e sobre esse lado mais profissional, falam de maneira unanime que praticamente nenhum conteúdo/projeto é 100% original e 100% inovador. Afinal, nada vem do nada. Um conhecimento prévio ou mesmo experiências foram base para aquela ideia inicial.

Mas apesar da gente saber disso, é como se não conseguíssemos de fato internalizar esse olhar. E nas nossas produções lá vem a crítica : “Tá todo mundo falando desse tema… será que vale a pena eu falar também? Será que eu vou ser só mais um?”

Trago esse tema, pois já escutei várias profissionais que eu acompanhei se questionarem se valeria a pena colocar uma determinada ideia no mundo se todo mundo já estava abordando aquele tema central. Já escutei algumas vezes também que elas sentem que não tem graça falar novamente, que as pessoas podem se cansar.

Quero trazer aqui uma frase que me gerou toda essa reflexão para esse episódio que diz assim:

“Tudo o que precisa ser dito, já foi dito. Mas já que ninguém estava ouvindo, é preciso dizer outra vez.” – André Guido

Olha que interessante: Sempre tem pessoas em níveis diferentes chegando até você. Mesmo temas que parecem batidos ou ideias que parecem repetitivas, tem seu lugar no mundo, pois sempre existe alguém que não parou para refletir sobre o tema que você trouxe ou de repente ainda não integrou esse conhecimento no cotidiano.

Para exemplificar isso: Olha o tanto de vezes que os psicólogos falam sobre ansiedade/depressão, tantos estudos e pesquisas, tantas redes sociais que abordam esse tema, tantos sites, programas, documentários… e ainda sim muitos não entendem como funciona ou acham que é frescura. Ou não sabem reconhecer os sintomas em sua vida.

As vezes precisamos escutar várias vezes para internalizar um tema que é sensível para a gente.

Ou precisamos escutar de uma maneira diferente ou através de pessoas diferentes que toque mais profundo e faça algo se conectar dentro de nós e isso pode promover mudanças.

Isso pra mim é muito forte porque em determinados momentos da minha vida, eu já fui muito resistente a determinados conhecimentos, então eu precisa escutar várias vezes ou mesmo escutar de pessoas importantes para que eu pudesse me abrir de fato e isso levava um certo tempo.

As vezes é um exemplo, uma história, uma simbologia, um arquétipo, uma palavra curiosa…. as vezes é isso que conecta.

Eu posso conseguir mudar algumas coisas sozinha, consumindo os materiais e conteúdos gratuitos, mas outras eu vou precisar de uma ajuda profissional, personalizada. E é aqui que você entra.

Você vem para facilitar, conduzir, e acelerar esse processo para o outro. Com seus serviços, atendimentos, vivências, cursos,  conhecimento e habilidades, você vem para agregar e mostrar que essa caminhada não precisa ser tão solitária.

Mas antes da pessoa confiar em você, ela precisa sentir e perceber que você realmente pode ajuda-la. Para isso vem a estratégia de conteúdo. Seja pro instagram, seja para um podcast, seja para um blog…. O conteúdo é um meio para que a pessoa te conheça mais, para que ela construam uma afinidade, para que ela sinta que você é uma boa escolha. Afinal ela vai depositar o seu tempo, dinheiro e energia em você. Precisa fazer sentido, percebe?

Pensando nisso, trago essa frase que parece fazer muito sentido: “Tudo que precisa ser dito já foi dito. Mas, já que ninguém estava ouvindo, é preciso dizer outra vez” – André Gide

Fuja desse pensamento, pois assim você poderá, se movimentar, abraçar as suas inspirações e construir algo com a sua cara.

Ana Cecília Coelho

Ana Cecília Coelho

Mentora e psicóloga
Romae