Um recado para você que tem vergonha de se mostrar nas redes sociais

Muitas profissionais tem medo de “mostrar as caras” nas redes sociais. Neste artigo, trago dois bons motivos para você não desistir assim tão fácil de falar sobre você e seu trabalho nesse canal de comunicação.

Nunca foi tão fácil criar. Seja você seja um artista, seja você um psicólogo… As redes sociais nos deram esse espaço.

Tanto espaço e tanta voz que podemos adoecer vendo muitas opiniões por aí. (Algumas pessoas não têm muito cuidado e nem empatia na hora de falar o que pensam)

A verdade é que precisamos estar em alerta com nossa postura e com o que absorvemos das redes sociais. Fazer aquele filtro e selecionar bem quem estamos seguindo é um dos passos.

Mas além de consumidor, imagino que você também é criador. E como quase todo criador, você tem medo da opinião alheia. Acertei?

O medo de dizer algo de errado pode ser positivo a medida que temos mais cautela com o que vamos expor, mas também pode fazer com que a gente não coloque coisas lindas nesse mundo. Sejam conteúdos, mensagens, informações… Fora que poderíamos ousar mais, testar mais formatos e jeitos… mas o medo não deixa nada fluir.

Algumas frases podem surgir por aí como:

“Tenho medo do que vão pensar”

“Não tá legal, poderia ficar melhor…”

“Melhor não postar isso…”

E assim, você não publica, não compartilha.

Eu sei que nesse mundo, tem muita gente compartilhando em seus perfis profissionais várias bobagens, falando coisas péssimas umas para as outras e deixando a empatia de lado, mas…

Vamos lembrar que todos nós temos algo a contribuir!

Podemos produzir algo belo e algo cheio de sabedoria. Não importa o formato ou a maneira que você vai trazer a sua arte para o mundo. O importante é estar confortável com ela e se mostrar.

Comece do simples. Não tem problema. Somente comece.

Coloque um pouco de você nas redes sociais! Entregue pedacinhos de conhecimento da psicologia, de sentimentos e de boas mensagens para as pessoas.

Desapegar do medo e se mostrar nas redes sociais é bom por dois motivos:

  1. Você acaba divulgando mais o seu trabalho e vai mostrando que você é autoridade em alguns assuntos.
  2. Quem te acompanha acaba recebendo conteúdos importantes sobre a psicologia e as relações humanas. Além de muitas vezes quebrar tabus sobre nosso profissão que infelizmente ainda existem.

Lembre-se que em qualquer meio de comunicação é importante que se tenha conhecimento verdadeiro pautado em estudos e que todas essas informações, venham com o seu olhar e com o seu jeito único de se expressar.

E aí, te convenci? 😉

Ana Cecília Coelho

Ana Cecília Coelho

Mentora e psicóloga
Romae